Dicas


Pesca de arremesso:

Na pesca de arremesso, como os lançamentos são feitos sobre as ondas, visando objetivos distantes, em águas abertas e agitadas, não basta afundar, mas sim, arremessar a grandes distâncias, e não basta afundar, mas deve fixar-se no fundo de areia, resistindo à pressão das ondas e da correnteza (é claro que as ondas ou a correnteza não carregam o chumbo diretamente, mas através da pressão sobre a linha). Além disso, nessa pesca o pescador se encontra longe dos anzóis, com muita linha dentro da água, o que se traduz por maior pressão sobre a chumbada.

Na prática comum:

Um problema na pesca de beira de praia é a chumbada rodar. O problema pode ser contornado ou minimizado, de duas formas: aumentando o peso da chumbada; usando chumbadas menos propensas a rodar. Isso desde que não se disponha de um carretel sobressalente com linha mais fina ou que a linha do molinete não possa ser afinada por estar coerente com o conjunto do equipamento e em face das condições da pesca.

Piracema:

Piracema é o nome dado ao período de desova dos peixes, que compreende toda a região do Pantanal nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Ocorre entre outubro e março, quando os peixes nadam contra a corrente para realizar a desova, de modo a poderem reproduzir-se. Tal evento é fundamental para a preservação da abundância de peixes nas águas de rios e lagoas. Neste período é proibida a pesca nos dois estados. Como forma de prevenir impactos provocados pela pesca abusiva na época da piracema, foram tomadas algumas medidas: Nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Tocantins, é considerado crime pescar em locais e épocas que tenham sido interditadas por algum órgão ambiental. Algumas espécies de peixes são preservadas e sua pesca só é permitida para indivíduos com tamanho superior ao estabelecido por lei. Exemplo: o dourado só pode ser pescado se tiver um tamanho superior a 55 cm.

Copyright©2011 SK Metais. Todos os direitos reservados.

Criação